Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cockpit Automóvel - Conteúdos Auto




Segunda-feira, 20.08.12

APRESENTAÇÃO: Hyundai i30 SW (MY 2012)


Após o arranque da comercialização do renovado Hyundai i30, com a versão de cinco portas, é chegada a vez da muito popular variante carrinha. O Hyundai i30 station wagon (SW), versão 2012, passa a estar disponível em Portugal com preços a partir dos 18.750 euros para o motor a gasolina 1.4, 23.250 euros com o “diesel” 1.4 VGT de 90 cv e de 24.250 euros com o motor 1.6 CRDi de 110 cv. Confira a seguir mais características sobre esta variante, preços e equipamento no texto que se segue, acompanhado de muitas imagens do interior e do exterior deste automóvel.


O Hyundai i30 deste ano é apresentado NESTE TEXTO e a versão 1.6 CRDi de 110 cv objecto de ensaio publicado AQUI.
Este trabalho complementa os anteriores e refere-se exclusivamente ao i30 SW e sobre a introdução do sistema FLEX STEER.
Trata-se de uma melhoria do comportamento dinâmico da nova geração i30 station wagon, um sistema que introduz três modos de utilização: Comfort, Normal e Sport. Com isto é possível ao condutor variar o nível de sensibilidade da direcção, de forma a satisfazer as exigências deste ou adaptar o automóvel às condições da estrada.

Variar o “peso” do volante

No modo Comfort, com maior assistência eléctrica, é oferecido um volante “leve” e um mínimo de esforço para alcançar a rotação plena do volante. Ficam mais fáceis as manobras urbanas e nos pequenos espaços de estacionamento.
O modo “Normal” está destinado a ser o modo de utilização mais frequente. A direcção oferece o suporte perfeito à condução em todos os tipos de estrada.
O modo “Sport”, com menor assistência eléctrica, oferece uma condução mais directa e com maior sensibilidade de aderência à estrada. A direcção torna-se progressivamente mais “pesada”, oferecendo uma melhor percepção da condução. As características do modo Sport são particularmente adequadas à condução em auto-estrada.
O sistema normal de direcção assistida utiliza um sistema de assistência eléctrica e necessita de apenas 2,85 voltas do volante de um topo ao outro, oferecendo um raio de viragem mínimo de 5,3 metros.

Estilo e dimensões

Tal como acontece na carroçaria de cinco portas, a frente destaca-se pela grelha hexagonal da Hyundai e pelos faróis dianteiros em forma de diamante. O impacto visual é também incrementado pela inclusão de luzes de circulação diurna de LED.
A partir do pilar B para trás, a station wagon difere significativamente do automóvel de 5 portas. O tejadilho estende-se para trás sobre a área de passageiros e bagageira, de forma inclinada e adicionando dinamismo às linhas da viatura de acordo com a filosofia “fluidic sculpture”.
A altura total da station wagon i30 aumentou 30 mm em relação ao “cinco portas” mas reduziu 20 mm relativamente à station wagon original i30 CW (crossover wagon), enquanto o seu comprimento foi aumentado em 10 mm.
A carroçaria é 5 mm mais larga, e a largura dos eixos dianteiros e traseiros também foi aumentada, deslocando as rodas e pneus para o exterior e alinhadas com as cavas das rodas dos guarda-lamas.
O pára-brisas traseiro envolve os pilares C, aumentando a luminosidade interior e beneficiando a visibilidade. A porta traseira dá ao novo i30 station wagon uma aparência perfeita e a sua abertura ao nível do pára-choques facilita a colocação das bagagens.

Habitabilidade


O rebatimento total dos bancos traseiros da station wagon cria uma superfície plana com uma capacidade de carga para 1.642 litros. Com os bancos traseiros na sua posição normal, a nova i30 station wagon dispõe de uma bagageira com capacidade de 528 litros, o que corresponde a um aumento de 113 litros (27%) em relação à geração anterior. Existe ainda um compartimento de armazenamento embutido no solo que aumenta a capacidade de carga.
Condutor e passageiro beneficiam de uma altura ao tecto de 1.033 mm, mais 12mm quando comparada com a versão de cinco portas. O comprimento para as pernas é de 1.067 mm e 1.429 mm é a largura ao nível dos ombros.

Mantendo a distância entre eixos de 2650 mm da carroçaria de cinco portas, os passageiros do banco traseiro ganham igualmente na altura ao tecto (+38mm para 1.005mm), quando comparado ao “cinco portas”. O acesso é igualmente melhorado devido ao rebaixamento do túnel central em cerca de 59% (de 133 mm para apenas 54 mm).
O porta-luvas cresceu 48% para os 8 litros (antes tinha 5,4 litros), as bolsas nas portas dianteiras passam a albergar garrafas de 1,5 litros e nas portas traseiras passam a estar disponíveis bolsas com 0,75 litros de capacidade.
No que concerne ao refinamento do habitáculo e controlo dos NVH (ruídos, vibrações e aspereza), foram aplicados apoios do motor com absorvedores de vibrações, semi-eixos ocos, juntas da carroçaria reforçadas entre as embaladeiras e pilares B, vedações de dupla camada das portas, aumento da espuma de enchimento nos pilares A e puxadores das portas redesenhados.


Motores

O mercado português disporá de quatro motores: um gasolina e três diesel que compreendem um leque de potências dos 90 CV aos 128 CV.
O renovado motor diesel 1.6 litros com turbo de geometria variável (VGT) U-II será um dos mais populares propulsores da gama. Debitando 110 CV às 4000 rpm e 260 Nm de binário entre as 1900 e as 2750 rpm, este motor de 1582 c.c. permite alcançar uma velocidade máxima de 185 km/h com emissões de apenas 110 g/km de CO2 quando equipada com o sistema ISG (Integrated Stop & Go).
Estreia na nova gama i30 station wagon é a introdução do motor diesel, CRDi, de 1.396 cc com 90 CV cujas expectativas para o mercado nacional são igualmente elevadas.
O motor 1.4 a gasolina, debitando 100 CV às 5500 rpm e 137 Nm de binário às 4200 rpm, oferece também um excelente equilíbrio entre performance e economia, bem como um baixo valor em emissões CO2.
Todas as versões disporão de uma caixa manual de seis velocidades ou de uma automática também com seis velocidades, dependendo da versão e do nível de equipamento

Equipamento

Novos equipamentos irão atrair os compradores para a mais recente geração i30 station wagon: ajustamento eléctrico do assento do condutor em 10 posições diferentes, chave inteligente com sistema de ignição start/stop e cruise control com a função de limitador de velocidade e instrumentação avançada com um LCD TFT, que permite controlar uma ampla gama de informações adicionais para o condutor.
Localizado no topo da consola central, o opcional sistema de navegação é exibido através de um ecrã de 7 polegadas sensível ao toque, com suporte multimédia e reconhecimento de voz em 10 línguas europeias.
Outros equipamentos que melhoram a nova geração do i30 station wagon incluem climatizador com função bi-zona, dupla ventilação com condutas de aquecimento para os lugares traseiros e um verdadeiro tejadilho de abrir panorâmico em vidro que aumenta generosamente a entrada de luz natural no habitáculo. O tecto de abrir foi desenhado para ser totalmente aberto ou apenas parcialmente, oferecendo flexibilidade e funcionalidade, juntamente com uma persiana que cobre toda a superfície do tecto de abrir. Existe ainda um amplo equipamento de segurança. Entre os sistemas activos conta-se o ESP (Programa de Estabilidade Electrónica), o VSM (Gestão da Estabilidade do Veículo), o ABS (Anti Bloqueio dos Travões), o BAS (Assistência à Travagem de Emergência), o HAC (Assistência ao Arranque em Declive) e o ESS (Sinalização de Travagem de Emergência), que faz as luzes de travagem piscar quando uma travagem de emergência é detectada.
Dependendo da versão, como opcionais encontra-se o HID com sistema AFLS para optimizar a visão à noite e uma câmara com ente grande angular, montada por debaixo do símbolo Hyundai colocado no portão traseiro.
Todas as versões estão equipadas com seis airbags de série – frente, lado à frente e cortinas da frente até aos lugares traseiros – enquanto um inovador airbag de joelhos é proposto como opcional dependendo da versão e do nível de equipamento.

Preço de todas as versões à venda em Portugal


Expectativa de vendas


Tanto os motores a gasóleo como a gasolina desempenham papel fundamental no segmento C europeu, com o gasóleo a representar 52 % do mercado e a gasolina 43% das vendas. No mercado português contudo, a Hyundai espera para a Nova Geração i30 station wagon uma repartição de vendas entre gasolina e diesel na ordem dos 10/90% respectivamente.
A marca espera que o estilo do i30 station wagon venha contribuir significativamente para o crescimento da quota de mercado na Europa, podendo vir a alcançar cerca de 30% das vendas de toda a Nova Geração i30.

Procura automóvel novo, usado ou acessórios? Quer saber mais sobre este ou sobre outro veículo?

Autoria e outros dados (tags, etc)



Procura carro novo, usado ou acessórios?


Pesquisar neste site

Pesquisar no Blog  


Quem somos...

"COCKPIT automóvel" é um meio de comunicação dirigido ao grande público, que tem como actividade principal a realização de ensaios a veículos de diferentes marcas e a divulgação de notícias sobre novos modelos ou versões. Continuamente actualizado e sem rigidez periódica, aborda temática relacionada com o automóvel ou com as novas tecnologias, numa linguagem simples, informativa e incutida de espírito de rigor e isenção.
"COCKPIT automóvel" é fonte noticiosa para variadas publicações em papel ou em formato digital. Contudo, a utilização, total ou parcial, dos textos e das imagens que aqui se encontram está condicionada a autorização escrita e todos os direitos do seu uso estão reservados ao editor de "Cockpit Automóvel, conteúdos automóveis". A formalização do pedido de cedência de conteúdo deve ser efectuado através do email cockpit@cockpitautomovel.com ou através do formulário existente na página de contactos. Salvo casos devidamente autorizados, é sempre obrigatória a indicação da autoria e fonte das notícias com a assinatura "Rogério Lopes/cockpitautomovel.com". (VER +)