Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cockpit Automóvel - Conteúdos Auto




Quarta-feira, 21.04.10

ENSAIO: Mazda 3 MPS 2.3 DISI/260 cv

Não é habitual encontrar versões tão desportivas numa carroçaria de 5 portas e logo com uma aparência tão agressiva. Geralmente o que se vê são “coupés" de 2 ou 3 portas. Mas esta versão do 3 consegue impor o respeito e a tão desejada imagem de um desportivo, quase tão “só” graças à proeminente entrada de ar no “capot”, ao “spoiler” traseiro, às saias laterais e às imponentes jantes de 18 polegadas que, mesmo assim, não impedem um rebaixamento ligeiro de todo o conjunto. Excitante, o Mazda3 2.3 DISI tanto pode ser a versão desportiva de um familiar como a versão familiar de um puro desportivo...

O Mazda 3 MPS tem uma posição de condução baixa, envolvente e com o manípulo das mudanças bem colocado, curto e rápido nas trocas de marcha.
Apenas o volante, quanto a mim, merecia um pouco de “sal” que fizesse justiça ao que o restante mostra de carácter.
O seu comportamento é de extremos. Tanto evidencia uma surpreendente docilidade e até previsão das reacções como, assim que lhe é dada ordem para soltar a manada, a acção do turbo (possível de acompanhar através de um indicador digital da pressão que está no painel de bordo) promove a rápida entrada em acção de uma imensidão de cavalos sedentos por galopar. Aí sim! Há que ter mãos para segurar este súbito crescendo de binário, oferecido a quem saiba domar e gozar uma condução ao alcance de uns poucos eleitos.
Aponta como velocidade máxima os 250 km/h e necessita de pouco mais de meia dúzia de segundos para chegar aos 100 km/h.

Carácter versátil

Por estas razões – e mais umas tantas – o Mazda 3 MPS é tão capaz de agradar a um dinâmico pai de família, como a um condutor mais exigente em matéria de comportamento.
É portanto um desportivo competente mas versátil, que consegue o feito de não ser de todo desconfortável apesar de uma suspensão naturalmente mais firme.
Mostra ainda uma boa insonorização face ao motor 2.3 que lhe dá tanta vida.
É evidente que os consumos se ressentem consoante a condução praticada, mas também não assustam.
Já o preço… quase 44 mil euros! Em Portugal não é propriamente factor que encante mas grande parte da “culpa” recai nos impostos devidos pela cilindrada do motor. Em Espanha custa menos 12 ou 13 mil euros...

PREÇO, desde 43400 euros
MOTOR, 2261 cc, 260 cv às 5500 rpm, 380 Nm às 3000 rpm, 16V, turbo/intercooler
CONSUMOS, 13,2/7,5/9,6 l (cidade/estrada/misto)
EMISSÕES POLUENTES, 224 g/km de CO2

Autoria e outros dados (tags, etc)



Procura carro novo, usado ou acessórios?


Pesquisar neste site

Pesquisar no Blog  


Quem somos...

"COCKPIT automóvel" é um meio de comunicação dirigido ao grande público, que tem como actividade principal a realização de ensaios a veículos de diferentes marcas e a divulgação de notícias sobre novos modelos ou versões. Continuamente actualizado e sem rigidez periódica, aborda temática relacionada com o automóvel ou com as novas tecnologias, numa linguagem simples, informativa e incutida de espírito de rigor e isenção.
"COCKPIT automóvel" é fonte noticiosa para variadas publicações em papel ou em formato digital. Contudo, a utilização, total ou parcial, dos textos e das imagens que aqui se encontram está condicionada a autorização escrita e todos os direitos do seu uso estão reservados ao editor de "Cockpit Automóvel, conteúdos automóveis". A formalização do pedido de cedência de conteúdo deve ser efectuado através do email cockpit@cockpitautomovel.com ou através do formulário existente na página de contactos. Salvo casos devidamente autorizados, é sempre obrigatória a indicação da autoria e fonte das notícias com a assinatura "Rogério Lopes/cockpitautomovel.com". (VER +)