Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cockpit Automóvel - Conteúdos Auto




Quinta-feira, 11.10.12

APRESENTAÇÃO: Mercedes-Benz E 300 BlueTEC HYBRID

Já está à venda em Portugal mais um modelo familiar híbrido do construtor alemão. Depois de introduzir o S 400 HYBRID em 2009, este é o primeiro veículo de passageiros da Mercedes-Benz que une a tecnologia eléctrica a uma unidade a gasóleo. Ao contrário do S400 Hybrid, o novo E 300 BlueTEC HYBRID pode circular somente no modo inteiramente eléctrico. Os consumos baixos e as emissões bastante reduzidas permitiram-lhe obter, no seu País de origem, a Alemanha, o cobiçado certificado ambiental da TÜV Süd, tornando-se assim no modelo de luxo mais económico do mundo, com a classe de eficiência A+. Conheça a seguir características e preços deste modelo.

O prémio obtido é baseado na avaliação da vida útil, em que inspectores independentes da TÜV Süd sujeitam o veículo a testes globais que abrangem toda a sua vida útil.
O E 300 BlueTEC HYBRID obteve também um certificado ambiental de acordo com a norma ISO 14062.
Ao longo da sua vida útil, desde a produção e utilização durante mais de 250 mil quilómetros até à recuperação, o E 300 BlueTEC HYBRID da Mercedes-Benz produz 23 % menos emissões de CO2 do que um E 300 CDI BlueEFFICIENCY comparável.
Esta diminuição resulta sobretudo da redução significativa de consumo. Comparando com o modelo Diesel E 300 CDI BlueEFFICIENCY, o consumo do E 300 BlueTEC HYBRID foi reduzido de 6,1 e 5,8 l/100 km para entre 4,3 e 4,2 l/100 km (109 g CO2/km) – dependendo dos pneus instalados - o que representa uma redução considerável até 28%.
Em comparação com o E 250 CDI essa redução é de cerca de 15%. (ver AQUI o resultado do ensaio a esta versão)
O E 300 BlueTEC HYBRID cumpre a percentagem obrigatória de reciclagem de 95% do peso, que irá entrar em vigor a 1 de Janeiro de 2015.

Estrutura mecânica

Olhemos agora com mais pormenor para esta nova versão do modelo já ensaiado, cujo trabalho pode ser encontrado AQUI.
O Mercedes-Benz E 300 Hybrid apresenta uma potência combinada de 231 cv e será, para já, vendido na carroçaria mais executiva (limousine) com 4 portas e na versão carrinha (Station).
A parte térmica utiliza o conhecido bloco a gasóleo de 2143 cc com 204 às 4200 rpm e um binário máximo de 500 Nm disponíveis a partir das 1600/1800 rpm. A parte eléctrica é assegurada por um motor de 27 cv, instalado no eixo da frente (a transmissão do E “convencional“ é traseira), que funciona com uma tensão nominal de 120 V.

Potencial eléctrico

Como já se referiu, esta nova versão tem a possibilidade de circular em modo inteiramente eléctrico até uma velocidade de 35 km/h e numa distância máxima de 1 km.
O motor eléctrico é geralmente utilizado na fase de arranque (altura em que geralmente ocorre uma elevada emissão de gases), sendo que, geralmente entre 15 e os 20 km/h, entra em funcionamento o motor diesel.
A velocidade máxima é de 242 Km/h e acelera dos 0 aos 100 km/h em 7,5 seg. Apesar destes excelentes valores, o consumo combinado é de 4,2 litros e as emissões de CO2 homologadas são de 109 gr/km.

Caixa de velocidades com embraiagem multidisco

A caixa de velocidades é automática com sete velocidades (7G-tronic) servida por uma embraiagem multidisco, capaz de efectuar transferências mais suaves entre as relações.
A pequena bateria de lítio tem uma capacidade de apenas 0,8 kWh e está situada no compartimento do motor. Tem dimensões equivalentes a uma bateria convencional e dispõe do seu próprio sistema de arrefecimento.
Esta configuração permite à Mercedes aplicar facilmente esta tecnologia em outros modelos, futuros ou já existentes.


Diferenças interiores e preços

A única alteração interior é um mostrador no painel de instrumentos que permite acompanhar o funcionamento do sistema híbrido.
Existe também um indicador que mostra o estado da bateria, se ela está a ser utilizada (logo, a descarregar) ou em fase de recuperação de energia.
Quer o espaço como o da bagageira, a segurança ou o conforto permanecem inalterados. Este último foi até incrementado, uma vez que a operação da função start/stop possibilita um arranque sem ruídos.
O E 300 BlueTEC HYBRID está apenas disponível por encomenda.
O valor de comercialização da Limousine é de € 60.850 e da Station de € 64.250.
Em termos de preço, a vantagem competitiva para o E 250 CDI BlueEFFICIENCY de caixa automática é de 650€ na Limousine e de 1.225€ na versão Station.

Procura automóvel novo, usado ou acessórios? Quer saber mais sobre este ou sobre outro veículo?

Autoria e outros dados (tags, etc)



Procura carro novo, usado ou acessórios?


Pesquisar neste site

Pesquisar no Blog  


Quem somos...

"COCKPIT automóvel" é um meio de comunicação dirigido ao grande público, que tem como actividade principal a realização de ensaios a veículos de diferentes marcas e a divulgação de notícias sobre novos modelos ou versões. Continuamente actualizado e sem rigidez periódica, aborda temática relacionada com o automóvel ou com as novas tecnologias, numa linguagem simples, informativa e incutida de espírito de rigor e isenção.
"COCKPIT automóvel" é fonte noticiosa para variadas publicações em papel ou em formato digital. Contudo, a utilização, total ou parcial, dos textos e das imagens que aqui se encontram está condicionada a autorização escrita e todos os direitos do seu uso estão reservados ao editor de "Cockpit Automóvel, conteúdos automóveis". A formalização do pedido de cedência de conteúdo deve ser efectuado através do email cockpit@cockpitautomovel.com ou através do formulário existente na página de contactos. Salvo casos devidamente autorizados, é sempre obrigatória a indicação da autoria e fonte das notícias com a assinatura "Rogério Lopes/cockpitautomovel.com". (VER +)