Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cockpit Automóvel - Conteúdos Auto



Sábado, 17.03.12

ENSAIO: Nissan Qashqai 1.6 dCi/130 cv (5 lugares)

Parte do sucesso do Qashqai não reside apenas no conceito. Está na sua constante renovação que não dá tréguas à concorrência. Agora com mais e melhor equipamento, a grande novidade é um novo motor diesel, mais potente, mais económico e menos poluente. Por causa de tudo isto, melhorou não só a sua desenvoltura dinâmica como, por via da redução das emissões, esta versão paga menos Imposto Único de Circulação do que o Qashqai 1.5 dCi.
Conciliar o melhor de dois mundos – conforto e facilidade de condução urbana com algumas funcionalidades típicas de um SUV - foi o propósito que levou ao seu lançamento em 2007. Ainda que possa não ter sido o pioneiro do segmento dos crossover urbanos, o Nissan Qashqai pode orgulhar-se de ser o grande impulsionador deste género de veículos. A prova está no facto de ter superado um milhão de unidades produzidas e a liderança incontestável das vendas do seu segmento.
No nosso País foi o 5.º carro mais vendido em 2011 e quer repetir o feito em 2012. Apesar das condições adversas de mercado, a razão está sobretudo na disponibilidade desta nova motorização: 1.6 dCi com 130 cv e 320 Nm de binário a partir das 1750 rpm.

Motor competente

Equipado com sistema Stop/Start, este motor é partilhado com a Renault no seio da Aliança que une as duas marcas. Capaz de emissões de somente 119 g/km e anunciando um consumo médio de apenas 4,4 litros, esse valor rondou contudo os 6 litros após alguns dias de ensaio.
Emissões de 119 g/km trazem uma importância que vai além das preocupações ambientais. Este valor garante a poupança de cerca de 32 euros no cálculo do Imposto Único de Circulação (IUC), ou seja, um pagamento anual de apenas 128,43 euros, em vez dos 160,78 euros devidos pela versão 1.5 dCi.
Além disso, o rendimento do binário deste motor permite ao Qashqai uma progressão dinâmica que a unidade diesel 1.5 dCi (consultar AQUI o último ensaio a esta versão) é incapaz de alcançar. Graças a todo este potencial, ele substitui mesmo o diesel de 2.0 litros, que se manterá disponível apenas com caixa de velocidades automática. Com cinco lugares ou na variante de sete, o Qashqai 1.6 dCi é capaz de velocidades superiores a 190 km e de cumprir os típicos 0 aos 100 km/h em menos de 11 segundos.

Comportamento

Tudo isto é garantia de uma boa agilidade urbana. Aliás, comercialmente apresentado como um crossover urbano, o Qashqai encontra muitos apreciadores num tipo de consumidor que aprecia uma posição de condução mais elevada – contudo confortável – e algum à-vontade na condução, que a maior altura ao solo concede a este automóvel. Sem ser um todo-o-terreno – longe disso – o Qashqai não se coíbe de sair fora de estrada por estradões com boa aderência, beneficiando ainda de algumas protecções no chassis.
Difícil é conciliar o trabalho da suspensão em termos de comportamento e conforto mas, até nesse campo, esta versão do Qashqai consegue um equilíbrio satisfatório. Algum adorno em curva é esperado, até porque uma posição de condução mais elevada acentua essa impressão, mas os desvios são mínimos e perfeitamente controláveis. É claro que para tanto contribui o controlo de estabilidade, existente de série, mas igualmente uma direcção muito intuitiva para quem dirige este SUV da Nissan.

Visão aérea

O motor não é a única novidade da gama 2012. A par de algumas pequenas alterações estéticas, de funcionalidade ou da melhoria de certos materiais que revestem o interior da nova geração, o Qashqai de 2012 estreia equipamento que melhora a segurança quando é preciso estacioná-lo ou até durante outro género de manobras, como a abordagem de cruzamentos de visibilidade reduzida.
Trata-se de um “monitor de visualização da área circundante”, composto por um conjunto de pequenas câmaras localizadas na grelha, junto da matrícula traseira e em cada um dos retrovisores exteriores. Com a ajuda das imagens captadas, este sistema simula e projecta num ecrã localizado no painel central, uma imagem aérea do ambiente que rodeia o veículo. É igualmente possível visualizar de modo independente, sendo que a visão lateral é, por exemplo, bastante útil na despistagem dos pequenos pilares fixados nos passeios.
O sistema de câmaras é accionado automaticamente quando a marcha atrás é engatada ou durante o andamento até uma velocidade de 10 km/h. Basta para isso premir um botão localizado no painel frontal. (ver mais pormenores sobre este equipamento no TEXTO de apresentação da versão)

Diferencial de preços

Apesar deste conjunto de qualidades acrescidas, os modelos de 2 ou de 4 rodas motrizes são comercializados somente 1000 a 2000 euros acima das versões equivalentes equipadas com o motor 1.5 dCi, sendo que a variante de entrada – Visia - custa 27300 euros, excluindo as habituais despesas de transporte e documentação.

Dados mais importantes
Preços (euros)27.300 € (Visia)
Motor
1598 cc cc, 4 Cil./16 V, 130 cv às 4000rpm, 320 Nm a partir das 1750 rpm, injecção directa common rail, turbo com geometria variável, intercooler
Prestações
190 km/h, 10,3 seg. (0/100 km/h)
Consumos (médio/estrada/cidade)
4,5 / 3,9 / 5,5 litros
Emissões Poluentes (CO2)119 gr/km


Procura automóvel novo, usado ou acessórios? Quer saber mais sobre este ou sobre outro veículo?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quarta-feira, 25.01.12

APRESENTAÇÃO: Nissan Qashqai 1.6 dCi/130 cv


O Nissan Qashqai recebeu novo motor 1.6 turbodiesel. Mais potente e, contudo, também mais económico e menos poluente, irá substituir gradualmente a unidade dCi de 2.0 litros. Na gama mantém-se a oferta da motorização 1.5 dCi, com um custo cerca de 2000 euros inferior a idêntica versão equipada com o novo motor 1.6 dCi. Além deste novo motor, a renovada gama Qashqai estreia novos equipamentos que enriquecem ainda mais um modelo que é um fenómeno de vendas no mercado europeu. Veja AQUI o resultado do ensaio ao modelo ou descubra a seguir as novidades mais importantes da nova geração.

A nova motorização 1.6 dCi Pure Drive caracteriza-se por baixas emissões, elevados níveis de potência e binário e substancial economia nos consumos.
Com este novo motor Pure Drive(*), o Qashqai emite apenas 129g/km de CO2, para um consumo médio de combustível de 4,9 l/100 km. Substituindo o anterior 2.0 dCi, este novo motor proporciona emissões reduzidas e uma optimização considerável dos níveis de consumo de combustível, com a vantagem de manter o mesmo nível de desempenho do motor anterior.
GIF  Verão Portugal 125x125A introdução de um sistema Stop/Start contribui para uma redução ainda maior do nível de emissões de CO2: 119 g/km e o consumo médio desce para apenas 4.5 l/100 km.
Simultaneamente ficam disponíveis uma nova caixa de velocidades CVT e, pela primeira vez num automóvel do segmento C, uma câmara de visão 360º.

Capacidades, prestações e CVT


Com um desempenho dinâmico equivalente ao motor dCi de 2.0 litros que substitui, esta unidade proporciona os mesmos níveis de binário e velocidade de ponta. A potência máxima do novo motor é de 130cv, suportados por uns excepcionais 320 Nm de binário, disponíveis desde as 1.750 rpm.
Disponível para o Qashqai de 5 lugares como para o Qashqai+2, este novo motor dCi tem 1.598cc e uma estrutura bastante compacta. A ligeireza das versões está patente nas prestações que o modelo consegue atingir: a velocidade máxima é de 190 km/h, demorando escassos 10,3 segundos a atingir a meta dos 0-100 km/h.
Mas este ganho de desempenho não é obtido a expensas do ambiente. O ciclo combinado de consumo de combustível (NEDC) é 24% melhor do que o 2.0 dCi – 4,5 l/100 km contra 5,9 l/100 km – e produz emissões de CO2 muito mais baixas – 119 g/km em vez de 155 g/km.
No caso do Qashqai+2 com sistema Stop/Start, o valor das emissões é de 123 g/km, enquanto os para as versões de tracção integral esse número cresce para 135 g e 139 g, respectivamente.
Uma nova e sofisticada caixa de velocidades CVT estará também disponível em algumas versões com o motor a gasolina de 1.6 litros.

Visão aérea auxilia manobra de estacionamento


Com esta nova versão irão também surgir novos equipamentos. Destaque para a estreia do monitor de visualização da área circundante (AVM – Around View Monitor) num automóvel do segmento C. O AVM utiliza uma série de pequenas câmaras localizadas no exterior do veículo para tornar o estacionamento e as manobras o mais seguras possível, disponibilizando ao condutor uma vista aérea, em tempo real, do ambiente que rodeia o veículo. Esta é a primeira vez que uma funcionalidade tão inovadora está disponível num automóvel do segmento C.
Combinando a informação de pequenas câmaras montadas na grelha frontal, porta da bagageira e em ambos os espelhos retrovisores, o sistema projecta uma "vista aérea" de 360º da área circundante do veículo no ecrã de navegação por satélite Nissan Connect.
Uma progressão natural da pioneira câmara de estacionamento traseira da Nissan, capaz de tornar o estacionamento ou as manobras de baixa velocidade mais simples e seguras, já que a vista aérea fornece ao condutor uma indicação clara dos obstáculos em volta do automóvel.
O sistema é accionado automaticamente quando o automóvel está em marcha-atrás ou enquanto conduz a uma velocidade de até 10 km/h, bastando para tanto premir o botão "camera" (câmara) no painel frontal. Mas se o condutor preferir, a informação de cada câmara pode ser exibida individualmente e o sistema pode operar como uma simples câmara de marcha-atrás.
Este equipamento é de série nas versões mais equipadas (Tekna Premium) dos Qashqai e Qashqai+2. Tal como o Nissan Connect e o AVM – os dois sistemas estão interligados – as versões topo de equipamento mantêm o já característico tejadilho panorâmico em vidro a todo o comprimento e jantes de liga leve de 18 polegadas de dupla tonalidade preta e prateada. O AVM também está disponível, como opção, nas versões Acenta.

Gama Qashqai em Portugal


Mantendo muita procura apesar de já não se tratar de uma novidade, o segredo do sucesso do Nissan Qashqai continua a ser a combinação do aspecto de um SUV com uma maneabilidade dinâmica, um bom desempenho e um amplo espaço interior.
Graças a tudo isso, em cinco anos já foram fabricados mais de um milhão de Qashqais e Qashqai+2 na fábrica de Sunderland, Inglaterra.
Com a chegada do novo motor 1.6 dCi, a gama abrange agora uma oferta de dois modelos a gasolina e três modelos a diesel. O motor diesel de entrada mantém-se o 1.5 dCi com 110cv, enquanto a unidade de 2.0 litros dCi de 150cv continua a marcar presença mas apenas nas versões de tracção integral e com caixa automática. Tal como anteriormente, a gama continua com as especificações Visia, Acenta e Tekna, com este grau mais alto a possuir um equipamento de alto nível assim como um design exterior de crossover reforçado.

(*) A designação Pure Drive é dada a todos os produtos Nissan que emitam um máximo de 130g/km de CO2. Este índice possuía inicialmente um limite máximo de 140 g, mas o programa especifica os 130g actuais e uma descida adicional para 120 g em 2013.

(texto elaborado com base em documento distribuído pelo Departamento de Comunicação da marca)


Procura automóvel novo, usado ou acessórios? Pretende saber mais sobre este ou sobre outro veículo?<input ... >

Autoria e outros dados (tags, etc)


Procura carro novo, usado ou acessórios?


Pesquisar neste site

Pesquisar no Blog  


Quem somos...

"COCKPIT automóvel" é um meio de comunicação dirigido ao grande público, que tem como actividade principal a realização de ensaios a veículos de diferentes marcas e a divulgação de notícias sobre novos modelos ou versões. Continuamente actualizado e sem rigidez periódica, aborda temática relacionada com o automóvel ou com as novas tecnologias, numa linguagem simples, informativa e incutida de espírito de rigor e isenção.
"COCKPIT automóvel" é fonte noticiosa para variadas publicações em papel ou em formato digital. Contudo, a utilização, total ou parcial, dos textos e das imagens que aqui se encontram está condicionada a autorização escrita e todos os direitos do seu uso estão reservados ao editor de "Cockpit Automóvel, conteúdos automóveis". A formalização do pedido de cedência de conteúdo deve ser efectuado através do email cockpit@cockpitautomovel.com ou através do formulário existente na página de contactos. Salvo casos devidamente autorizados, é sempre obrigatória a indicação da autoria e fonte das notícias com a assinatura "Rogério Lopes/cockpitautomovel.com". (VER +)